Eventos

Comemoração da Independência do Brasil
Vamos fazer a primeira comemoração da independência do Brasil em Palma de Mallorca.

Jantar comemorativo da Independência do Brasil

A Associação Amigos do Brasil em Baleares realizará um jantar para comemorar os 189 anos da Independência do Brasil.

O evento será no Restaurante s'Escorxador, no dia 24 de setembro a partir das 20:30h.
Menu:
  • Bobó de Camarão ou Estrogonofe de Frango.
  • O preço é de 15€ comprando até o dia 20 de setembro, a partir deste dia o preço será de 25€.
  • Os socios da AABB só terão que pagar 10€.
A entrada dá direito ao jantar e a assistir ás apresentações artísticas.
Reservas no telefone da AABB.


A independência do Brasil

Denomina-se independência do Brasil o processo que culminou com a emancipação política desse país do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves, no início do século XIX. Oficialmente, a data comemorada é a de 7 de setembro de 1822, em que ocorreu o chamado "Grito do Ipiranga". De acordo com a historiografia clássica do país, nesta data, às margens do riacho Ipiranga (atual cidade de São Paulo), o Príncipe-regente D. Pedro de Alcântara bradou perante a sua comitiva: "Independência ou Morte!". Determinados aspectos dessa versão, no entanto, são contestados por alguns historiadores em nossos dias.

A moderna historiografia em História do Brasil remete o início do processo de independência à transferência da corte portuguesa para o Brasil, no contexto da Guerra Peninsular, a partir de 1808.

Pedro I do Brasil retratado por
Simplício Rodrigues de Sá.
A declaração de independência
No final de agosto de 1822, D. Pedro deslocou-se à província de São Paulo para acalmar a situação depois de uma rebelião contra José Bonifácio. Apesar de ter servido de instrumento dos interesses da aristocracia rural, à qual convinha a solução monárquica para a independência, não se deve desprezar os seus próprios interesses. O Príncipe tinha formação absolutista e por isso se opusera à Revolução do Porto, de caráter liberal. Da mesma forma, a política recolonizadora das Cortes desagradou à opinião pública brasileira. E foi nisso que se baseou a aliança entre D. Pedro e o "partido brasileiro". Assim, embora a independência do Brasil possa ser vista, objetivamente, como obra da aristocracia rural, é preciso considerar que teve início como compromisso entre o conservadorismo da aristocracia rural e o absolutismo do Príncipe.

Em 7 de Setembro, ao voltar de Santos, parado às margens do riacho Ipiranga, D. Pedro recebeu uma carta com ordens de seu pai para que voltasse para Portugal, se submetendo ao rei e às Cortes. Vieram juntas outras duas cartas, uma de José Bonifácio, que aconselhava D. Pedro a romper com Portugal, e a outra da esposa, Maria Leopoldina de Áustria, apoiando a decisão do ministro e advertindo: "O pomo está maduro, colhe-o já, senão apodrece".

Impelido pelas circunstâncias, D. Pedro pronunciou a famosa frase "Independência ou Morte!", rompendo os laços de união política com Portugal.

Culminando o longo processo da emancipação, a 12 de outubro de 1822, o Príncipe foi aclamado Imperador com o título de D. Pedro I, sendo coroado em 1 de dezembro na Capital.

Asociacion Amigos de Brasil en Baleares AABB

Author & Editor

Promovemos a integração, a cultura brasileira, as atividades artísticas, os esportes, potenciar a convivência, a justiça social, colaborar com as instituições brasileiras e de baleares, com a solidariedade, o civismo, a etica e os valores morais positivos, além de qualquer atividade que suponha um beneficio para a comunidade em geral.